outubro 23, 2010

Como uma ilha
Há milhas
De qualquer terra

Flecha lançada
Que pro nada
Envereda

Deserto eterno
Constante inverno
Na absoluta ausência
Hiberno

Desperto

Penso, compreendo
Espero
Contemplo o tempo
Percurso só
Desatando nós

Galardão de bênçãos
Escuto: a voz!
Existe algo
Reservado pra nós

Anúncios